Transtornos alimentares

Os transtornos alimentares se definem por padrões de comportamentos alimentares desviantes que afetam negativamente a saúde física ou mental do indivíduo. São considerados como patologias pela Organização Mundial da Saúde.


Os transtornos alimentares são: Compulsão alimentar periódica, onde as pessoas ingerem uma grande quantidade de alimento em um curto período de tempo; anorexia nervosa, em que as pessoas comem muito pouco e, portanto, têm um baixo peso corporal; bulimia nervosa, onde as pessoas comem muito mas, em seguida, tentam livrar-se da comida, muitas vezes através do vomito forçado. Os transtornos de ansiedade e depressão e abuso de algumas substancias, são muito comuns em pessoas com transtorno alimentar.


A causa dos transtornos é multifatorial, tantos fatores biológicos como ambientes parecem contribuir para o surgimento da doença. O padrão de beleza e magreza “ideal” imposto pela sociedade pode afetar o indivíduo, principalmente quando não estão satisfeitos com o corpo que tem e não aceitam não ter o corpo que por eles é considerado ideal. Uma das causas citadas na literatura é, a restrição alimentar severa.


O tratamento para a maioria dos transtornos inclui, ajuda psicológica, uma dieta adequada e equilibrada sem restrições, com a ajuda de um profissional nutricionista, exercício físico adequado com ajuda profissional, ajudando o individuo a diminuir as tentativas de livrar-se da comida e piorando o quadro de saúde. Dependendo da evolução do quadro é necessária a internação para não comprometer ainda mais a saúde.


No mundo o transtorno de compulsão alimentar afeta cerca de 1,6% das mulheres e 0,8% dos homens a cada ano. A anorexia afeta cerca de 0,4% e a bulimia afeta cerca de 1,3% das jovens mulheres a cada ano. A anorexia e a bulimia são dez vezes mais propicias de acometer as mulheres do que os homens. Normalmente começam na infância tardia ou no início da idade adulta.


Os sinais de alerta que podem estar envolvidos nos transtornos alimentares são: emagrecimento, cuidado excessivo com a alimentação, desculpas para não sozinha, isolamento, alterações de humor, agressividade, excesso de exercício físico, vômitos, uso de laxantes, perda de apetite e auto crítica do corpo.


É de extrema importância procurar ajuda de profissionais capacitados para pode ajudar nesse processo que requer atenção.


Nutricionista Renata Silva

CRN-10 8166P

16 visualizações

Encontrei um ótimo blog sobre alimentação saudável. Confira DicasDoBemNutri.com!

Twitter_Social_Icon_Circle_Color.png

©2018 DICASDOBEMNUTRI.COM

contato@dicasdobemnutri.com

Centro, Florianópolis, SC, Brasil