Introdução alimentar complementar. BLW ou Convencional?

Atualizado: Mai 15



 A alimentação complementar não deve ser vista somente como ingestão de nutrientes, mas como início da formação de bons hábitos alimentares. Existe hoje uma grande discussão sobre qual a melhor forma, se BLW ou convencional (também chamada de participativa). Mas mais importante que levantar a bandeira de um método ou outro, é preciso considerar a rotina e hábitos da família. Além de respeitar a autonomia da criança e ter sensibilidade para entender seus sinais de saciedade.


 Em ambos os métodos deve haver uma grande diversidade de alimentos ofertados para que o bebê possa ter a vivência necessária com todos os grupos alimentares além de manutenção do aleitamento materno e/ou fórmula infantil.


 Os estudos recentes mostram que não há diferença significativa em relação ao engasgue ou a ingestão de energia e nutrientes quando comparado os dois métodos.


 No método convencional é o cuidador que oferece a comida ao bebê através da colher e inicia em formas de purês e papas. Ao longo do crescimento e desenvolvimento do bebê deve haver uma evolução na consistência da papa para papas com pedaços maiores de alimentos, até chegar a consistência da família, devendo ocorrer ao completar 12 meses.


 Já no BLW a oferta de alimentos complementares é pedaços ou bastões, sem a utilização das tradicionais papinhas, em consistência macia. De forma que a criança possa manusear os alimentos o que permite uma abordagem multissensorial onde o bebê interage com formas, cores, sabores e texturas diferentes dos alimentos. Neste método é mais fácil também reconhecer quando a criança está satisfeita, além de auxiliar no desenvolvimento da autonomia e mastigação, o que poderia auxiliar no desenvolvimento motor e na fala das crianças. O bebê aprende as funções orais: morder, mastigar e engolir de uma forma natural e no seu tempo.

Outra vantagem percebida neste método é que como as crianças são inseridas nas refeições da família apresentam menor consumo de ultraprocessados e mais propensos a diversificar a alimentação e aceitar alimentos novos.


 Mas nada impede que você escolha o método convencional e garanta todos estes estímulos e autonomia ao seu bebê.

Você pode ainda mesclar ou dois métodos de forma que melhor se encaixe na rotina da família. Como falei, mais importante que levantar bandeira sobre algum método é avaliar a realidade. Melhor que o ideal é o real.


Foto: Estúdio panelinha


@aretusadias

Estudante de Nutrição


10 visualizações

Encontrei um ótimo blog sobre alimentação saudável. Confira DicasDoBemNutri.com!

Twitter_Social_Icon_Circle_Color.png

©2018 DICASDOBEMNUTRI.COM

contato@dicasdobemnutri.com

Centro, Florianópolis, SC, Brasil